Categorias
Contabilidade DRE

DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) – Entenda o que é e a sua importância para a saúde da sua empresa.

A DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) é a ferramenta imprescindível para quem quer ter uma gestão financeira organizada.

Além disso, é um documento que já faz parte do calendário contábil anual de todo negócio. Por isso se você quer entender tudo sobre esse documento, leia este artigo completo.

CTA-Platinum-Instagram

Entenda o que é a DRE

A Demonstração do Resultado do Exercício é um documento que é executado anualmente, mostrando detalhes dos resultados no ponto de vista contábil e patrimonial. Por isso, ele é realizado em forma de planilha para facilitar a avaliação e inclusão das informações.

Dessa forma, a DRE é sempre elaborada após o final do exercício financeiro, que acontece de 1 de janeiro até 31 de dezembro e deve ter detalhado o resultado deste período, apontando o resultado líquido do ano.

Então, podemos afirmar que a DRE é um relatório que tem como intuito trazer de maneira simples informações pertencentes à receita, investimentos, despesas, custos e tudo da organização.

Confira as finalidades da DRE

A DRE vai muito além do que apenas um documento contábil, ela é um instrumento que mostra de forma simples e clara como está no momento a saúde financeira do seu negócio. Então através desse documento, os tomadores de grandes decisões podem ajustar o investimento em certas áreas. Dessa forma fazendo com que haja equilíbrio em todo o negócio.

Além de tudo, ele é um documento muito importante para atender à legislação. Assim segundo com as normas aplicáveis, toda vez que a empresa se encaixar na Sociedade Anônima (SA), necessitará fazer com que as suas DREs se tornem públicas, mediante uma publicação no Diário Oficial.

Outro ponto relevante sobre a sua finalidade é que as informações adquiridas são importantes para o preenchimento e envio da declaração do IRPJ (Imposto de Renda para Pessoa Jurídica).

Como ele tem a finalidade de apontar os resultados do negócio em um ano de atividade, é um documento que também é solicitado por investidores e bancos para a avaliação da saúde financeira do seu negócio,. Dessa maneira a DRE é usada para que eles consigam analisar se é possível autorizar financiamentos, empréstimos ou até investimentos no negócio.

Por conta disso, é possível falar que a DRE é um dos principais documentos que está relacionado à saúde financeira do seu negócio.

DRE-Receita-contador

O que precisa conter na DRE?

Não há um modelo oficial para a Declaração de Resultado do Exercício, porém há direcionamentos na legislação que apontam o que é obrigatório ter em toda DRE.

De acordo com o artigo 187 da Lei nº 6.404/1976 e a sua mudança pela Lei 11.638/2007, precisam ter na DRE as 7 informações seguintes:

  1. A receita bruta de todas as vendas e serviços, deduções das vendas, abatimentos e impostos;
  2. A receita líquida dos serviços e vendas, custo de todas as mercadorias e serviços que foram vendidos e o lucro bruto;
  3. Despesas com as vendas, financeiras, deduzidas das receitas, despesas no geral e administrativas, e despesas operacionais;
  4. O prejuízo ou lucro operacional, outras receitas e despesas;
  5. O resultado do exercício antes do Imposto sobre a Renda e a provisão para o imposto;
  6. As participações de empregados, debêntures, partes beneficiárias e administradores, mesmo na forma de instrumentos financeiros, de instituições ou fundos de assistência ou até previdência de empregados, que não são caracterizadas como despesa;
  7. O prejuízo ou lucro líquido do exercício e o seu montante por ação do capital social.

Entenda a estrutura da DRE

É primordial que a DRE tenha todas as informações exigidas pela legislação, porém, dependendo do tamanho da empresa e das suas atividades executadas, a estrutura pode mudar. Então para te auxiliar, elaboramos um modelo para ser usado como base para a elaboração da declaração, confira:

DRE-Contador
  • Receita bruta: valor faturado no período;
  • Deduções e abatimentos – impostos que recaíram na venda dos produtos ou serviços, como o PIS/Cofins e ICMS;
  • Receita líquida: resultado da subtração das deduções ligadas à receita bruta;
  • Custos das mercadorias vendidas – valor total dos custos envolvendo os produtos que são comercializados;
  • Custos dos serviços vendidos – total dos custos que estão relacionados aos serviços que foram prestados;
  • Lucro Bruto: resultado da receita líquida, porém menos os custos citados acima;
  • Despesas com as vendas – custos envolvidos na venda, como comissões, brindes e outros;
  • Despesas financeiras – envolve despesas bancárias, juros pagos, descontos, entre outros;
  • Despesas administrativas – é o acaba trazendo mais custos e envolve todas as despesas que estão relacionados ao funcionamento do negócio, como aluguel, energia elétrica, pagamento dos funcionários, água, seguros, combustível e outros.
  • Lucro ou Prejuízo Parcial: resultado do lucro bruto com a subtração de todas as despesas citadas;
  • Provisões da CSLL e do IRPJ – custos com recolhimento dessas taxas, sendo que o IRPJ é calculado em cima da renda bruta e o CSLL em cima da renda líquida;
  • Demais despesas – é necessário a indicação das despesas extra operacionais, como juros dos empréstimos, dividendos e outros;
  • Resultado Líquido do Exercício – após a subtração das despesas listadas do lucro ou prejuízo parcial, o seu negócio terá o valor final da DRE.

Relação da DRE com o Imposto de Renda e CSLL

Com base nos resultados que são apurados na DRE, o seu negócio deve calcular quanto precisará pagar de Imposto de Renda naquele ano.

Além disso, outro imposto que precisa constar na DRE é a CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), com este intuito, o valor calculado do imposto será incidido sobre o lucro líquido do período de apuração.

Entenda a importância da DRE

Você já entendeu o quão importante é a Declaração do Resultado do Exercício e que pode impactar diversos setores do seu negócio.

Por isso, é imprescindível que a sua empresa tenha um escritório de contabilidade para te auxiliar tanto na DRE quanto nas outras obrigações tributárias que aparecem, como a Declaração do Imposto de Renda, que já falamos aqui.

CTA-Platinum-Facebook

Precisa desse auxílio para o seu negócio? Entre em contato conosco agora mesmo.

Categorias
Contabilidade

CNIS – Entenda o que é e a sua nova versão

A aposentadoria é um dos momentos mais esperados pelo trabalhador e para consegui-la é preciso comprovar todos os anos trabalhados. E a maneira de reunir todas essas informações é através do extrato beneficiário CNIS.

CTA-Platinum-Instagram

Hoje você vai entender o que é esse documento, qual é a sua importância na solicitação da aposentadoria e outros benefícios do INSS como consultar os dados.

O que é o CNIS?

É o Cadastro Nacional de Informações Sociais e é um documento que reúne todos os seus vínculos trabalhistas e previdenciários.

Esse cadastro foi criado em 1989 pelo Governo Federal e é conhecido por Extrato Previdenciário ou Extrato CNIS, que é composto por:

– Todos os vínculos empregatícios a partir de 1976;

– Os recolhimentos como contribuinte individual a partir de 1979;

cnis-cadastro-nacional-de-informacoes-sociais

– O valor total das remunerações mensais a partir de 1990.

Entenda para que serve o CNIS

Ele é o local que reúne todos os seus vínculos, remunerações e recolhimentos com o CNIS e outros documentos como Carteira de Trabalho e Contratos de Trabalho, você terá o INSS.

Além disso, o CNIS serve para que você consiga comprovar ao Instituto, itens como:

– A data da sua filiação à Previdência Social;

– Os valores dos salários de contribuição da sua previdência;

– O tempo de contribuição e carência que você tem;

– Períodos de recebimento de benefícios previdenciários, como auxílio-doença.

Conheça a nova versão do CNIS e que já está disponível ao cidadão

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou uma nova versão do extrato do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Essa nova versão foi divulgada através de um comunicado da Diretoria de Benefícios e Atendimento ao Cidadão do INSS e segundo este comunicado o CNIS atende às alterações de Agrupamento, Utilização e Complementação que estão previstas no art. 29 da EC nº 103.

Dessa maneira, existem duas principais alterações realizadas no CNIS, que foram:

  • Ajustes para Complementação do Salário Mínimo;
  • Extrato do Ano Civil.

Em relação ao primeiro tópico, a partir dessa atualização, quem possui contribuições inferiores ao salário mínimo, a partir de 11/2019, poderá fazer ajustes para que a complementação chegue no salário mínimo, dessa maneira é possível torna-las suscetíveis do uso de reconhecimento do direito, com isso, os ajustes podem ser realizados no Meu INSS.

Em contrapartida, referente ao segundo tópico, será possível emitir um novo extrato com as informações associadas aos ajustes de contribuições menores ao mínimo no ano civil.

cnis-cadastro

Além dessas alterações, o INSS informou outras três no CNIS, como:

  • Consulta ao CAEPF e CNO;
  • Indicador de jornada de trabalho diferenciada;
  • Vínculos do eSocial (entenda mais sobre ele, clicando aqui) com a Matrícula do Trabalhador.

Todas essas alterações já estão disponíveis no extrato do CNIS, no Meu INSS.

Como conseguir o extrato do CNIS?

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), é um documento que consta todos os vínculos trabalhistas e previdenciários da vida do segurado, assim, ele é usado para a autorização dos benefícios e aposentadorias.

A partir disso, para obter o extrato do CNIS basta entrar no site ou aplicativo do Meu INSS. Dessa maneira, quando entrar no site, é só clicar em “Do que você precisa?”, depois escrever o nome do serviço que você deseja e no final acessar “Baixar PDF” e obter o extrato.

CTA-Platinum-Facebook

Ficou com alguma dúvida sobre o que é o CNIS e a nova atualização? Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe para marcarmos um horário.

Categorias
Contabilidade Contabilidade Empresarial

CLT: 10 situações previstas que podem dar Justa Causa

Sabemos que todo colaborador está suscetível à demissão, porém, poucos conhecem as maneiras, especialmente em casos que podem configurar o formato justa causa.

O ato de fazer atos ilícitos, erros de conduta, indisciplina, uso de álcool ou entorpecentes e ofender colegas de trabalho são apenas algumas situações que podem originar a rescisão do contrato por justa causa.

CTA-Platinum-Instagram

Em casos assim, conforme definido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o colaborador perde o direito à todas indenizações e benefícios, como o saque do FGTS.

Entenda o que é a demissão por Justa Causa

A Justa Causa é uma determinação imposta pela CLT, que ocasiona rescisão do contrato de trabalho do colaborador sem ele ter acesso a alguns benefícios trabalhistas, que são:

  • Férias proporcionais;
  • 13º salário;
  • Aviso prévio;
  • FGTS;
  • Seguro desemprego;
  • Indenização de 40% do saldo do FGTS.

Então, o colaborador só teria direito a receber as verbas que são referentes ao saldo do salário dos dias que foram trabalhados e das férias vencida, caso tenha.

Jusca-causa-Motivos

Conheça as 10 situações que ocasiona a Justa Causa

1 – Improbidade

Essa demissão acontece quando o colaborador causa alguma avaria à empresa com o propósito de obter vantagens pessoais ou para outra pessoa. Ela se relaciona com toda e qualquer violação de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade.

Os exemplos de improbidade são roubar, bater ponto para outro colaborador, justificar ausências com documentos ou atestados falsos, vigiar colegas através de câmeras indiscretas e vasculhar o computador de outras pessoas.

Jusca-causa-Hacker

2 – Violação de segredo da empresa

Consiste na entrega de informações de caráter sigiloso ou sem autorização de divulgação por parte do empregador, principalmente se essas informações forem dadas a um terceiro interessado, capaz de causar um grande prejuízo à empresa.

Os dados podem ser ligados a patentes, projetos e métodos de execução. Quando comprovados o dano real da empresa e a má-fé do colaborador, é uma ação passível de demissão por justa causa.

3 – Demissão por condenação criminal

Aqui nesse caso, o colaborador precisa estar detido por determinação de uma decisão judicial da qual não pode mais recorrer. A demissão não acontece por conta da condenação em si, mas como o colaborador terá que cumprir pena, não conseguirá mais exercer as suas atividades.

Conforme acordado pelo item “d” do artigo 482 da CLT, a demissão por justa causa pode acontecer independentemente de o ato ilícito ter sido praticado dentro ou fora das dependências da empresa.

4 – Embriaguez habitual ou no serviço

A demissão por justa causa pode acontecer em casos de embriaguez frequente, no qual o empregado vá ao trabalho embriagado ou sob efeito de entorpecentes ou até se embriagar durante a jornada de trabalho.

Além disso, se for comprovado que os efeitos do uso de álcool ou drogas fora da empresa afetam as suas atividades durante a sua jornada de trabalho, a demissão também pode acontecer.

Jusca-causa-bebida

Porém, em alguns casos, a jurisprudência atual pondera o uso de substâncias tóxicas ou de entorpecentes como doença e nesses casos a empresa pode auxiliar a recuperação do colaborador, levando-o para tratamento médico.

5 – Abandono de emprego

Temos três situações que podem ser caracterizadas como abandono de emprego, como: faltar ao trabalho sem justificativa por uma fase superior a 30 dias, trabalhar no mesmo horário em outra empresa e faltar ao trabalho com atestado, mas ser visto exercendo atividades não apropriados com a doença.

Então, todas essas situações podem resultar na demissão por justa causa, porém, antes que isso aconteça a empresa precisa enviar uma notificação por escrito ao colaborador, que deve confirmar o seu recebimento e a ausência de resposta pode ocasionar a justa causa.

6 – Desídia no desempenho das funções

A desídia ela é designada por uma sequência de faltas leves que mostram a falta de interesse e compromisso do colaborador com as suas atividades, atrasos recorrentes, não cumprimento de atividades e falhas injustificados podem ser motivo para ocorrer a demissão por justa causa.

No entanto, pode ser complicado a comprovação da falta de interesse, por isso é necessário utilizar métricas como faltas e outras que apontem queda na produtividade.

7 – Indisciplina e insubordinação

Um funcionário é considerado indisciplinado quando desrespeita as normas da empresa que estejam acessíveis em documentos escrito e a insubordinação acontece quando o colaborador deixa de cumprir uma ordem direta de um superior e ambos os casos podem gerar a demissão por justa causa.

Jusca-causa-Insubordinacao

8 – Ofensas físicas e morais

Há duas situações que podem ser consideradas para ocorrer a demissão por justa causa, a primeira é ofender física e moralmente os colegas de trabalho dentro e fora da empresa, inclusive na internet e a outra é ofender terceiros no ambiente da companhia.

No caso de agressão física, xingamento, depreciação e constrangimento, se for comprovada a legítima defesa, esses casos não podem levar à demissão por justa causa.

9 – Comércio de produtos no local de trabalho

Em diversos estabelecimentos, é normal ver os colaboradores venderem produtos na empresa, porém, isso também pode ser motivo de demissão por justa causa caso não tenha permitido a venda, ainda mais se for considerado concorrência aos produtos da empresa ou se prejudicar o desenvolvimento das atividades.

O certo é que tenha um registro por escrito falando que a venda é proibida no local de trabalho.

10 – Incontinência de conduta ou mau procedimento

A incontinência de conduta acontece quando o colaborador age contra a moral, como ofensas ao pudor, obscenidade, pornografia, assédio e desrespeito aos colegas de trabalho.

O mau procedimento é quando o colaborador apresenta um comportamento incorreto que ofende a dignidade e prejudica o ambiente de trabalho, como desrespeitos as regras internas para utilizar as ferramentas da empresa em seu benefício sem autorização.

CTA-Platinum-Facebook

Ficou com alguma dúvida? Quer saber mais sobre a demissão por justa causa? Entre em contato conosco!

Categorias
Contabilidade Contabilidade Digital

eSocial: Confira as mudanças para 2022

Chegou a hora das empresas se adequarem às novas regras do eSocial 2022, pois houve diversas mudanças e é necessário observar alguns aspectos importantes.

Conheça tudo sobre o eSocial 2022

O eSocial trouxe determinadas mudanças, relacionadas com forma que ele deve ser entregue, mas quais as empresas precisam se adaptar.

De acordo com a Portaria MTP nº 313/21, as empresas serão obrigadas a enviar o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) através do eSocial. O objetivo é trazer mais praticidade e segurança quando o assunto é transmissão das informações.

Como realizar o envio do eSocial 2022?

Conforme a regra, as empresas do grupo 1 começaram a fazer esse envio pelo eSocial no dia 13 de outubro do corrente ano.

Isso contribuirá para que a Previdência implemente o envio eletrônico que aconteceu até dia 03 de janeiro.

Confira o cronograma do eSocial 2022

O eSocial 2022 deverá seguir o cronograma abaixo:

  • Empresas do grupo 1: são as que faturam acima de R$78 milhões por ano. Elas enviaram as informações de eventos de Saúde e Segurança do Trabalho (SST) pelo eSocial a partir do dia 13 de outubro de 2021;
  • Empresas do grupo 2: estão inclusas as empresas não optantes pelo Simples Nacional com faturamento anual de até R$78 milhões no ano de 2016, a data de envio começou no dia 10 de janeiro de 2022;
  • Empresas do grupo 3: consistem nas empresas optantes pelo Simples Nacional, produtores rurais pessoa física, empregadores pessoas física e entidades sem fins lucrativos, a data de envio também se iniciou no dia 10 de janeiro de 2022;
  • Empresas do grupo 4: são os órgãos públicos e instituições internacionais, além disso o seu envio se inicia em 11 de julho de 2022.

Platinum Assessoria Contábil: trazendo mais segurança e praticidade para o seu negócio

Existe diversas obrigações nas quais os empreendedores necessitam se adequar e executar regularmente, e a entrega do eSocial é uma delas.

Nos últimos anos, muitas ferramentas do governo para acompanhamento e controle estão evoluindo e se modificando com a tecnologia.

Assim, o eSocial 2022 apresenta muitas inovações e mudanças que serão observadas pelas empresas dentro do cronograma já estabelecido.

Isso pode parecer complicado, né? Mas fique tranquilo, afinal temos uma equipe competente e qualificada que tornará tudo mais simples.

Por isso, caso tenha ainda alguma dúvida e precise de auxílio entre em contato conosco.

Categorias
Contabilidade

Novas tendências: Profissionais preferem Home Office e autonomia na busca de novas oportunidades. O que muda na contabilidade?

Sabemos que a pandemia tem impactado muito a vida de diversas pessoas em diferentes níveis, mas com a restrição de circulação por causa dos protocolos de segurança contra a doença obrigaram a ter mudanças rigorosas nas rotinas, sendo o mais afetado.

O home office foi uma das principais mudanças, visto que no início foi uma alternativa que seria pontual somente para aquele período de isolamento, porém é um modelo que vem se tornando tendência mesmo após o período crítico.

Essa é uma tendência que apareceu na pesquisa realizada pela Bare International, uma fornecedora independente de dados e análises de experiência do cliente.

CTA-Platinum-Facebook

A escolha pelo home office

Segundo a Bare, 76% da população que participou da pesquisa está empregada e entre elas 38% está no sistema home office.

Entre os que estão trabalhando no sistema remoto, 70% responderam que não possuem interesse em voltar ao trabalho presencial.

Quando foram questionados os motivos que levam a esta preferência, o que é mais ressaltado é sobre ter a possibilidade de possuir mais tempo livre para outras atividades, como: família, amigos e estudos. Além desses motivos, tem também o conforto de estar em casa, a distância percorrida até o trabalho e a maior eficiência.

Home-Office-Woman-Work

Segundo a gerente geral da Bare no Brasil, Tania Alves, esse tipo de relação de trabalho já era tendência mesmo antes da pandemia, porém o isolamento foi fundamental para que as empresas brasileiras e os brasileiros aceitassem a realidade, ainda disse – “Durante esse período, muita gente ficou mais sensível à necessidade de fortalecer relações pessoais e outros aspectos da vida fora do trabalho. Com isso, passou-se a considerar uma maior organização do tempo, o que é mais fácil com o modelo remoto.”.

Os 30% que preferem o retorno presencial, alegam que os principais motivos são:

  • Interagir e rever os colegas;
  • Resolver os problemas de maneira mais ágil;
  • Maior oportunidade de desenvolvimento pessoal;
  • Melhoria dos sintomas de estresse, depressão e problemas de saúde que foram gerados durante o isolamento;
  • Sair de casa;
  • Não possui um espaço de trabalho ideal dentro de casa.
Home-Office-Woman-Work-2

Previsão sobre o retorno presencial

O estudo da Bare ainda mostrou que mesmo com a atenuação da restrição das regras de prevenção à covid-19, em torno de 71% das empresas ainda não apresentaram nenhum planejamento com previsão de retorno presencialmente.

Ainda de acordo com o estudo, as empresas que já apresentaram um plano de retorno mostram:

  • 51% informaram que o retorno acontecerá de maneira híbrida, ou seja, alguns dias presenciais na empresa e outros em casa no modelo home office;
  • 31% retornaram no segundo semestre de 2021;
  • 8% não retornarão ao modelo presencial;
  • 6% pretendem retornar agora no primeiro semestre de 2022;
  • 4% só retornarão após os funcionários estarem com a vacinação completa.

A tendência do sistema híbrido

Segundo o sócio da MRD Consulting e especialista em gestão, Flávio Padovan, a tendência do modelo híbrido veio para ficar, porém alerta que é preciso cautela para alguns pontos que podem vir comprometer a qualidade do trabalho em equipes.

O primeiro é a necessidade de modificação dos espaços nos escritórios, fazendo com que eles se tornem acolhedores e aconchegantes, para que os colaboradores se mantenham unidos e em contato com a cultura da empresa.

Outra preocupação, é o processo de comunicação que precisará passar por adaptações para essa nova realidade de trabalho remoto, afinal quando há o afastamento de maneira física entre as pessoas isso pode provocar uma descontração em relação às responsabilidades, reduzindo o comprometimento com o feedback sobre todas as ações realizadas no dia ou em um certo período.

CTA-Platinum-Instagram

O que muda na contabilidade?

Esse modelo do home office ou híbrido ajuda a ressaltar o quanto a contabilidade online irá auxiliar na empresa!

Quer entender mais sobre essa maneira de trabalhar? E tirar as suas dúvidas sobre? Entre em contato conosco que teremos o prazer em te auxiliar financeiramente o seu negócio para alcançar resultados incríveis.

Categorias
Contabilidade

Aplicativo Platinum – A revolução para os nossos clientes

Sabemos o quanto os smartphones estão cada vez mais presentes na sociedade, e por isso muitas coisas que fazemos durante o nosso dia podem ser facilmente resolvidas através de aplicativos.

Por isso o desenvolvimento de aplicativos para os negócios vem ganhando cada vez mais relevância, já que eles podem gerar automação e otimização dos processos!

Pensando nisso, nós da Platinum desenvolvemos um aplicativo para facilitar a rotina corrida dos nossos clientes, onde poderá acessar solicitação de serviços, ter acesso a documentos e enviar feedbacks sobre o nosso atendimento.

Chegou a hora de ter a contabilidade da sua empresa na palma da sua mão 24h com o nosso aplicativo

O nosso aplicativo está disponível nas lojas de aplicativo App Store e Google Play, após o download só colocar o seu e-mail que você usa para se comunicar conosco e a senha inicial padrão 1234.

Depois do seu acesso, só ir ao menu principal e clicar em perfil para editar todas as suas informações de contato e cadastrar sua nova senha.

Na tela principal do nosso aplicativo você encontrará as principais funções do aplicativo, como:

aplicativo-platinum

Aplicativo Platinum – Calendário

Aqui você conseguirá ter uma visualização completa sobre as entregas do escritório, além disso te lembramos dos vencimentos de cada dia, sinalizando com pontinhos vermelho.

Aplicativo Platinum – Solicitações

Você poderá solicitar suas demandas nesse botão, basta clicar no botão de +, escrever o assunto, descrição e selecionar qual departamento a sua demanda será direcionada.

descreve-solicitação-app-platinum

Aplicativo Platinum – GED

Aqui você encontrará todas as entregas do escritório de maneira rápida e prática.

Além disso, dentro do aplicativo você terá TODOS os documentos da sua empresa, super-rápido e prático.

Além desses principais temos também: Comunicados, Gestão de processos e Dashboard, onde você poderá acompanhar todas as suas solicitações e demandas de maneira eficaz.

Quer ter essa praticidade para a rotina da sua empresa? Venha agora MESMO para a Platinum e faça o download do nosso aplicativo.

Categorias
Contabilidade

PPP: O que é perfil profissiográfico previdenciário?

O PPP que significa Perfil Psicográfico Previdenciário, é um documento obrigatório, de responsabilidade das empresas, onde há indicações das condições do ambiente de trabalho e descreve as condições de saúde de todos os colaboradores.

Este documento serve que haja a garantia do direito do trabalhador junto à previdência social e assegurar as empresas, evitando ações judiciais indevidas.

PPP-perfil-profissiografico-previdenciario

Constituído por ser uma exigência previdenciária, o PPP assegura ao trabalhador a comprovação do seu trabalho caso tenha contato com agentes nocivos à saúde, o que proporciona que ele se aposente mais cedo, que é chamada aposentadoria especial.

Já do lado do empresário, proporciona o cumprimento das normas de segurança e evite ações jurídicas, já que pode haver a responsabilização da empresa por qualquer dano de saúde que o trabalhador apresenta ao se aposentar.

Por isso, hoje iremos abordar neste artigo tudo sobre o que é PPP!

CTA-Platinum-Instagram

O que é o PPP (Perfil Psicográfico Previdenciário)?

O PPP foi idealizado em 2004 e é um formulário histórico-laboral individual de máxima importância para todos os trabalhadores. Principalmente aos que trabalham ou trabalharam sendo expostos a agentes nocivos, sejam eles de periculosidade ou insalubridade.

Visto que ele concentra todos os dados da vida funcional do trabalhador, como a descrição da atividade e o período que foi exercida. Além do agente nocivo que está ou foi exposto, intensidade e concentração dele, exames médicos, além de dados sobre a empresa.

Assim, podemos denominar o PPP como um documento que descreve em detalhes as condições do ambiente de trabalho e apresenta as condições da saúde do trabalhador. Com base nessas informações o trabalhador consegue provar sua vida funcional, principalmente quando quiser a aposentadoria especial.

PPP-perfil-profissiografico-previdenciario-trabalho

Sem o PPP, o trabalhador poderá sofrer perdas irrecuperáveis em seu benefício previdenciário.

Entenda para que serve o Perfil Psicográfico Previdenciário

Além de proporcionar à perícia médica do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) dados sobre as verdadeiras situações às quais está ou esteve exposto durante a fase em que executa ou executou suas atividades profissionais na empresa, o PPP tem como propósito:

  • Assegurar ao trabalhador o direito decorrente da relação de trabalho individual, difuso ou coletivo junto à Previdência Social;
  • Garantir à empresa a organização e a individualização dos dados contidos em seus diversos setores ao longo dos anos, evitando ações judiciais indevidas referentes a seus colaboradores;
  • Possibilitar aos administradores públicos e privados o acesso a dados confiáveis, como fonte primária de informação estatística para o progresso de vigilâncias ou de políticas em saúde coletiva.

É obrigatório realizar o PPP? Quem precisa fazê-lo?

A emissão do PPP é obrigatória, desde quando foi criado, trabalhadores que operam em ambientes e situações de prejuízo à saúde. Precisam do PPP para ter acesso à aposentadoria especial. Entretanto, a obrigação de preenchimento é da empresa que expõe seus empregados a agentes nocivos, sejam químicos, biológicos, físicos ou associação de agentes prejudiciais à saúde ou à integridade física.

O PPP é produzido pela empresa, com base no Laudo Técnico de Condições Ambientais de Trabalho (LTCAT). Então emitido pelo médico do trabalho ou pelo engenheiro de segurança do trabalho.

Com isso, o seu preenchimento de maneira correta, é imprescindível, assim todos os dados presentes deverão ter o máximo de informação possível a fim de facilitar a avaliação do documento pelo INSS.

Documento-PPP

É primordial, que ao final da criação do PPP, haja a identificação dos responsáveis pelos dados inclusos no documento. Podendo ser o engenheiro de segurança do trabalho, o médico do trabalho ou até o responsável legal pela empresa.

 Também devem preencher o PPP todos os empregadores e instituições que admitem trabalhadores para o Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) e para o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), assim como determina a NR-9.

Antes do seu ano de criação, o PPP só era oferecido a funcionários que tinham o direito de se aposentar antecipadamente, em ocasiões de encerramento de contrato de trabalho, para fins de requerimento de fases trabalhadas em condições especiais ou para a autorização de benefícios por incapacidade.

Atualmente, todas as empresas precisam emitir o PPP para todos os funcionários. Independente de atividade da empresa e da exposição a agentes nocivos, incluindo também as Microempresas e as empresas de Pequeno Porte.

CTA-Platinum-Facebook

PPP em meio eletrônico no eSocial

Com a inserção dos eventos de SST no eSocial, o PPP sofreu uma alteração importante. O documento passa a ter a sua emissão exclusivamente por meio eletrônico pelas empresas.

A alteração segue um cronograma relacionado às datas do eSocial:

  • Grupo 1: 03/01/2022;
  • Grupo 2: 10/01/2022;
  • Grupo 3: 11/07/2022.

Na realidade, o S-2240 substitui o que corresponde ao histórico laboral do trabalhador. Assim comportando dados como atividade realizada, agentes nocivos e exames médicos clínicos, além de dados referentes à empresa.

A sua não emissão pode ocasionar multa?

A resposta é “SIM”, caso haja o descumprimento da emissão do documento ao funcionário no ato da rescisão. A empresa replicará com penalização em forma de multa prevista por lei entre os valores de R$ 636,17 a R$ 63.617,35, dependendo da gravidade da infração.

Dessa forma, é aconselhado ao trabalhador exigir o seu documento quando for demitido. O pedido do PPP apenas na hora de encaminhar a aposentadoria pode resultar um enorme problema. Já que a empresa pode ter implantado novos processos que podem descaracterizar o ambiente de trabalho ou fechado.

Fazendo com que haja a implicação na perda do direito à aposentadoria especial.

Ficou com alguma dúvida? Precisa de ajuda para ter direito a sua aposentadoria especial? Entre em contato conosco agora mesmo que teremos o prazer em te ajudar.

Categorias
Contabilidade Contabilidade Digital

Como fazer uma contabilidade eficiente para Startups?

As Startus, são empresas que possuem a inovação e tecnologia nas suas operações, e ocupam um espaço bastante significativo na economia dos países.

Mas, segundo a Forbes norte-americana mostra que 75% desse tipo de negócio não conseguem sobreviver aos primeiros anos de existência.

Não há um motivo específico para que isso ocorra, mas independente dos motivos, todo empreendedor precisa trabalhar o desenvolvimento do seu negócio.

É preciso aprender a administrar custos de forma inteligente, para proteger o negócio dos riscos, fazer toda a gestão dos documentos fiscais, entre diversas questões para garantir a sobrevivência e o sucesso da Startup.

Conheça as principais características das Startups

Antes de entendermos melhor sobre a contabilidade para Startups, é importante compreender as características principais desse modelo de negócio.

Podemos falar que uma Startup, é um modelo de negócio que busca ser expansível e replicável, com isso chegamos a dois pontos que citamos no começo do texto: Inovação e Tecnologia. Ou seja, quando é usado a tecnologia, as Startups trazem soluções inovadoras para o mercado.

Contabilidade-Startups-o-que-e-startups

Todas as Startups encontraram na tecnologia, uma maneira de resolver problemas, como: fazer exercício, alugar moradia, delivery ou até mesmo pedir um táxi através da internet.

O investimento é o que faz a empresa continuar crescendo e melhorando os seus serviços ou produtos. Além disso, toda Startup precisa cumprir com obrigações fiscais e tributárias para se manter organizada financeiramente.

Entenda como funciona a contabilidade para Startups

Sabemos que a contabilidade é centro de apoio de qualquer negócio. Para que haja um gerenciamento eficiente de um negócio, as informações financeiras precisam estar seguras e disponíveis quando necessário.

A contabilidade auxilia as Startups a apontar sua produtividade e lucro desde a criação da empresa, mas para que isso seja possível o contador precisa acompanhar o dinheiro que está sendo gasto.

A partir desse acompanhamento, são elaboradas estratégias para economia e investimento adequado dos recursos, que é imprescindível para que aconteça a consolidação do negócio.

Toda Startup precisa fornecer dados sobre suas estimativas financeiras a bancos, credores ou investidores para conseguirem fundos. Com isso, a contabilidade possibilita que a empresa realize um plano de negócios feito fielmente a realidade do negócio.

Esse plano de negócio inclui: despesas mensais estimadas, taxa projetada de crescimento da Startup, previsão econômica e essas são informações que interessam qualquer investidor.

Tendo esse plano de negócio e essa rede de apoio, os planos, metas e expectativas futuras vão se tornando cada vez mais tangíveis e reais.

CTA-Platinum-Facebook

As principais vantagens da contabilidade para Startups

Realização de gestão de riscos

É preciso considerar a segurança de gestão financeira, pois, apesar do sucesso dos primeiros passos, há riscos que têm necessidade de ser considerados e enfrentados com atenção.

Adequação tributária

A tributação é um dos principais aspectos que dificultam a vida do empreendedor e a sustentabilidade da Startup, principalmente no Brasil.

Ter um escritório de contabilidade, é a melhor opção, afinal possui conhecimento sobre a legislação vigente e isso facilita o funcionamento da empresa no geral e viabiliza a transparência que é exigida na hora da captação de investimentos.

Ainda orienta, o pagamento de acordo com o tamanho da empresa, número de colaboradores, tipo de operação e muitos outros quesitos que acabam influenciando nas taxas pagas ao governo.

Cumprimento das obrigações acessórias

A contabilidade para Startups também contribui para o cumprimento e controle das obrigações acessórias.

Mas, o que são obrigações acessórias? São deveres administrativos das empresas e podem modificar de acordo com o tamanho da empresa.

Empresas que escolhem o Simples Nacional, incluem:

  • Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS);
  • Declaração de serviços;
  • Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquota e Antecipação (DeSTDA);
  • Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF);
  • Emissão de notas fiscais;
  • Envio de relatórios e outros dados obrigatórios da folha de pagamentos a órgãos públicos;
  • Escrituração contábil;
  • Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Identificação de boas oportunidades

Durante os processos contábeis há diversos momentos de insights que são baseados em dados, o que traz muito mais qualidade quando o empreendedor precisa tomar decisões, facilitando que boas oportunidades sejam identificadas.

Os relatórios que são gerados pela contabilidade trazem informações valiosas sobre como anda a empresa e possibilita visualizar o futuro.

Gestão de documentos contábeis

Os documentos contábeis são fundamentais para questões tanto internas quanto externas.

Da mesma maneira que esses dados mostram o caminho que é preciso para alcançar a escalabilidade, também ajudam na conquista por investidores, já que há a comprovação da saúde do negócio e como está o crescimento.

Os documentos que possibilitam ter esse controle são:

  • Balanço Patrimonial (BP);
  • Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL);
  • Demonstração de Resultado do Exercício (DRE);
  • Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC);
  • Relatórios de indicadores financeiros.

Por isso, é importante que você escolha um escritório de confiança para te auxiliar no cuidado com a sua Startup.

Está precisando de ajuda? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco ou marque uma visita.

Categorias
Contabilidade Contabilidade Digital

Dicas de Contabilidade para negócios online

Sabemos o quanto é importante ter consciência de como o financeiro é importante e um dos elementos vitais para o seu negócio online funcionar.

Assim como nas empresas físicas, o negócio online também é necessário ter o seu financeiro estruturado e monitorado de forma adequada, como: manter o pagamento dos seus tributos e impostos em dia.

Se você deseja começar o seu negócio online mas não as informações necessárias sobre como funciona a contabilidade, continue lendo este artigo e fique por dentro de tudo.

O meu negócio online precisa de um contador?

Fazer o acompanhamento da entrada e saídas do seu dinheiro não é uma tarefa fácil. Pode ser menos complicado no começo, quando o faturamento ainda é pequeno, fazendo com que o próprio empreendedor acompanhe o fluxo financeiro.

Porém, depois de um tempo e com o aumento das vendas, é necessário a contratação de um escritório de contabilidade para que direcionar com eficácia as finanças do seu negócio online.

contador-negocios-online-contabilidade

O contador pode começar te ajudando no registro do CNPJ da sua empresa, afinal quando você escolhe pela regularização você consegue transmitir muito mais confiabilidade para os seus clientes, além de proporcional vantagens financeiras, como: créditos a juros menores, facilidade na hora de comprar materiais em grande quantidade e muitas outras.

Durante este processo, o contador também auxiliar qual é a melhor opção para registrar o seu negócio, indo de acordo com o seu modelo de negócio e suas metas a médio e longo prazo. Isso vai ajudar a você evitar os gastos com impostos desnecessários e problemas no futuro com a Receita Federal.

Além dessas questões tributárias, o contador também é responsável por fazer relatórios financeiros, registrar a saída e entrada de dinheiro, análise dos custos e lucros da empresa, e organizar um cronograma dos pagamentos devidos.

Com isso, o empreendedor tem mais tempo hábil para focar no seu negócio.

Quais são os impostos que devem ser pagos?

Existem impostos que refletem sobre a produção e comércio de produtos e serviços no Brasil, conheça a seguir os principais e o seu funcionamento.

ICMS

A sigla ICMS refere-se ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação.

Este é um imposto que cai sobre a aquisição de mercadorias no geral, serviços de transporte interestaduais e intermunicipais relativos a estas mercadorias, serviços de telecomunicação e importação de mercadorias. Ou seja, é imposto que está presente em todas as transações comerciais de venda e compra de produtos.

CTA-Platinum-Instagram

As alíquotas referentes ao ICMS vão variando para cada serviço ou mercadoria, e a porcentagem fica entre 7% a 35%, dependendo de cada estado e é um imposto arrecadado pelos estados e Distrito Federal.

ICMS-ST

ICMS-ST refere-se à Substituição Tributária do Imposto ICMS, que trata de uma operação onde a responsabilidade pelo pagamento do ICMS reflete sobre outro contribuinte, que não seja o responsável pela comercialização de determinado produto.

Nesses casos, o ICMS é devolvido ao contribuinte que o pagou e a indústria se torna responsável em cobrir este valor.

ISS

O ISS é o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, e ele reflete sobre a prestação de serviços realizada por empresas ou profissionais autônomos, e é arrecadado pelos municípios e Distrito Federal.

A alíquota desse imposto varia entre 2 e 5% sobre o valor do serviço prestado e tem como base uma tabela de cálculo que altera de acordo com cada serviço.

Como fazer a Contabilidade para o seu negócio online?

Mesmo que o empreendedor escolha por ter um escritório de contabilidade te dando todo o suporte necessário, é importante ter um conhecimento básico, para que tenha um entendimento melhor para fazer as movimentações financeiras necessárias da sua empresa.

Desta maneira, fica mais fácil analisar e avaliar sobre economias ou investimentos necessários para o seu negócio. Confira algumas dicas que separamos sobre como desenvolver uma visão administrativa sobre o financeiro do seu negócio online.

1 – Visão geral do negócio

É importante conhecer todas as etapas comerciais envolvidas e ter a visão geral do funcionamento. Afinal, quando começamos a empreender visamos muito a paixão da ideia inicial, mas é imprescindível ter uma visão racional do seu negócio.

Conseguir visualizar quais são as etapas de produção, divulgação, venda e entrega. Isso vai garantir que as suas decisões sejam cada vez mais assertivas, conseguindo calcular os riscos e o lucro.

2 – Organização das despesas mensais

Outro ponto que é importante ressaltarmos, é saber exatamente quais são seus gastos fixos mensais, desde impostos e tributos, até caneta, papel e outros materiais simples utilizados para realizar o trabalho.

Com isso, você terá um melhor controle de quanto é necessário faturar por mês para cobrir aqueles gastos e alcança lucro.

3 – A contabilidade precisa estar organizada

Além de saber os gastos fixos, é importante mantê-los organizados, por isso elabore relatórios mensais dos valores que entram e saem do seu negócio, além de registros de vendas e pagamentos realizados.

Com a sua contabilidade organizada, você conseguirá ter acesso muito mais rápido as informações necessárias e ter uma visão geral sobre a saúde financeira.

4 – Tenha um profissional qualificado com você

Por fim, invista na contratação de um escritório de contabilidade de confiança para cuidar do financeiro do seu negócio. Afinal, por mais que seja importante o empreendedor ter uma noção de tudo do seu negócio, nada substitui o profissionalismo e a visão de um contador.

E aí, ficou com alguma dúvida? Temos mais artigos relacionados ao seu negócio no nosso blog.

CTA-Platinum-Facebook

Se precisar de um escritório de confiança para iniciar o seu negócio online, entre em contato conosco que teremos o prazer de atendê-lo(a)!

Categorias
Contabilidade Contabilidade Empresarial

O que é a Contabilidade Trabalhista? O que mudou com a nova CLT?

A nova legislação trabalhista trouxe mudanças significativas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e as novas regras trouxeram alguns anseios para as empresas, que necessitam ter mais cuidado durante o cotidiano de assuntos trabalhistas. Vamos ver todas essas mudanças na contabilidade trabalhista.

O contador trabalhista surge para manter as obrigações em dia e para garantir que os direitos trabalhistas sejam exercidos de acordo com o que a lei propõe. Ele garantirá a ordem durante as principais rotinas contábeis e administrativas da empresa, tendo como sua principal conduta a legislação trabalhista brasileira.

CTA-Platinum-Instagram

Mas afinal de contas, você sabe o que é contabilidade trabalhista e o que ela pode fazer pela sua empresa? E quais são as suas principais obrigações tributárias e trabalhistas? Continue lendo, que vamos te orientar sobre tudo que você precisa saber sobre esse assunto!

O que é Contabilidade Trabalhista?

A Contabilidade Trabalhista é responsável por cuidar do relacionamento entre empregado e empregador, ou seja, ela vai garantir para que todos os direitos dos colaboradores sejam cumpridos e acima de tudo respeitados.

E quais detalhes são envolvidos? Entram pagamento de salário, férias, folha de pagamento, multas rescisórias e muitas outras obrigações trabalhistas. Isso mostra que toda empresa que possui colaboradores precisa se preocupar com essa questão.

Além disso tudo, o contador trabalhista também trata do cumprimento das normas de segurança no trabalho, controle de ponto e benefícios específicos da categoria do empregado.

Entenda as vantagens de ter a Contabilidade Trabalhista nas empresas

Contar com um contador ou uma empresa especializada em contabilidade trabalhista possui inúmeros benefícios para as empresas, como estar em situação regular com a Lei e ter mais tempo para cuidar dos processos de gestão do seu negócio.

Além disso, você terá controle das informações, onde o profissional monitora todas as informações sobre férias, horas de descanso, horários de trabalho e muitas outras coisas.

Como já citamos, são muitos cálculos necessários para que uma empresa funcione perfeitamente, além de todas as obrigações o contador trabalhista também auxilia na hora de tomar decisões, como diversas formas da empresa economizar ou setores que precisam reduzir seus custos.

Quando não há controle correto sobre os pagamentos pode haver diversas multas e prejuízos para a empresa, por isso, o cálculo trabalhista facilita todos os processos empregatícios e evita que você tenha problemas futuro com processos trabalhistas.

O que muda na Contabilidade Trabalhista?

A nova Reforma Trabalhista que entrou em vigência em novembro de 2017 apresentou regras diferentes que impactam a vida do empregado, empregador e do contador.

Algumas mudanças foram realizadas com o intuito de modernizar e atualizar as condições de trabalho no mercado. Confira os principais pontos alterados na CLT:

Intervalo de almoço de no mínimo 30 minutos:

Anteriormente, os funcionários que trabalhavam mais de 6 horas por dia deveriam ter no mínimo 1 hora e no máximo 2 horas, mas de acordo com a nova Lei, é possível que haja uma redução no intervalo através de negociação entre ambas as partes e cumprir no mínimo 30 minutos. Caso o descanso não seja concedido, a empresa poderá ser condenada a pagar apenas o tempo extinto, que serão calculados com acréscimo de 50% sobre o valor da hora normal.

Almoço-Contabilidade-Trabalhista

Rescisão de contrato através de um acordo:

A demissão em comum acordo ocorre quando a empresa e o colaborador entram em um consenso. Antes, a demissão em comum acordo ocorria de forma ilegal, ou seja, o funcionário devolvia para a empresa a multa de 40%. Agora o trabalhador passa a ter direito à 20% da multa, no lugar de 40%, sobre o valor depositado em sua conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), bem como a metade do valor do aviso prévio, caso seja indenizado. A movimentação do FGTS é limitada a 80% do valor dos depósitos e o trabalhador não possui direito de obter o seguro-desemprego.

CTA-Platinum-Facebook

Parcelamento das férias, podendo ser dividida em 3 períodos:

Os trabalhadores podem usufruir do parcelamento até 3 períodos, desde que um deles seja de pelo menos 14 dias e outro de 5 dias. Esse parcelamento deverá ser acordado entre empregado e empregador. Além disso, as férias não podem começar na véspera de feriados ou de fim de semana.

Formalização do home office:

Não existia até a reforma trabalhista a previsão legal sobre o teletrabalho na CLT, porém foi instituída no seu artigo 75-A e 75-E, onde todas as atividades que forem exercidas pelo empregado deverão estar no contrato, como os equipamentos, controle de produtividade e outros pontos específicos ao contrato.

O teletrabalho pode ser transformado em trabalho presencial na empresa caso haja uma determinação do empregador, tendo um prazo de pelo menos 15 dias, que é formalizado por uma adição no contrato.

Empregados sem registro:

Quando há um empregado não registrado, a empresa paga multas elevadas. No art.47 da CLT diz que se o empregador mantiver o empregado sem registro nos termos do art. 41, estará sujeito a pagar uma multa no valor de R$3.000,00 por empregado que não estiver registrado.

Banco de horas:

No art.59 da reforma trabalhista, no segundo parágrafo, é formalizado que o banco de horas poderá ser acordado de maneira individual, desde que a compensação ocorra dentro do período de no máximo 6 meses.

Jornada de trabalho 12×36:

Com a promoção da Lei da Reforma Trabalhista, confirmou-se a legalidade da jornada de 12 horas de trabalho, com 36 horas de descanso entre elas, ou seja, pode ser acordado de forma individual ou coletiva, e que os trabalhadores que trabalham neste dia não possuem direito de fazer horas extras ou duplicar o valor dos feriados.

Contabilidade-trabalhista-Work-At-Night

Devido todas essas mudanças, as empresas começaram a perceber a necessidade de ter uma consultoria especializada em contabilidade trabalhista, isso porque, além de compreender o que é a contabilidade trabalhista e como ela atua, o profissional também precisa ficar em alerta às mudanças na Lei.

Além disso, saber como funciona a contabilidade trabalhista evita diversos impactos financeiros graves e negativos à empresa.

Ficou com alguma dúvida? Precisa de auxílio para entender melhor sobre a Contabilidade Trabalhista? Entre em contato conosco, que teremos o prazer de te auxiliar.